segunda-feira, 31 de maio de 2010

seca da Amazônia

Temperatura de oceano influenciou maior seca da Amazônia, diz estudo
Seca foi causada por aquecimento anômalo em parte do Atlântico.
Condições anormais de temperatura ocorriam no mar desde 2003.



O aquecimento anormal das águas do Oceano Atlântico influenciou, em 2005, uma das maiores secas que já atingiu a Amazônia em todos os tempos. A conclusão é de uma pesquisa finalizada agora e coordenada por Luiz Antônio Cândido, especialista em meteorologia do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (Inpa).

Realizado desde 2004, o "Estudo do potencial de previsibilidade climática para a Amazônia: influência da forçante oceânica e continental" avaliou de que forma o Atlântico e o Pacífico interferem no clima da floresta. E pretende, a partir disso, ter elementos que possibilitem prever novas influências ao clima antes que elas ocorram.

A hipótese de que a seca foi causada por um aquecimento anormal na parte equatorial do oceano Atlântico, mais próxima da Amazônia, foi confirmada na pesquisa. "Houve aquecimento anômalo no mar. A temperatura influencia a ocorrência de chuvas na região e, de um ano para outro, a quantidade de águas de chuva pode mudar", diz Cândido.



Segundo o estudo, condições anormais da temperatura no mar ocorriam pelo menos desde 2003. A partir do registro em tempo real das condições climáticas na região, os pesquisadores pretendem continuar a análise de dados para identificar padrões de comportamento na relação entre a temperatura dos oceanos e sua influência na Amazônia.

A pesquisa foi desenvolvida com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). (Globo Amazônia, em São Paulo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Share