quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

"IBAMA" coloca em extinção mais 238,1 hectares em área de preservação permanente

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu nesta quarta-feira a licença de instalação da hidrelétrica de Belo Monte (PA), de acordo com informações disponíveis no site do órgão.




O Ibama também liberou licença de supressão de vegetação "relativa à implantação de infraestrutura de apoio" da usina. O consórcio Norte Energia, responsável pela hidrelétrica, poderá extinguir um total de 238,1 hectares de vegetação, dos quais 64,5 hectares em área de preservação permanente.

A usina, localizada no rio Xingu, terá capacidade instalada de superior a 11 mil megawatts e a primeira unidade geradora deverá entrar em operação comercial em fevereiro de 2015. Os investimentos previstos são da ordem de R$ 19 bilhões.

No início de janeiro, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, havia afirmado que a licença de instalação de Belo Monte deveria ser concedida em fevereiro.

Em leilão realizado em abril do ano passado, o consórcio Norte Energia (formado por 18 empresas incluindo duas subsidiárias da Eletrobrás, Queiroz Galvão e Bertin) ofereceu uma tarifa de R$ 78 o megawatt/hora referente à usina de Belo Monte, ante um preço máximo definido pelo governo de R$ 83. Vencia quem oferecesse o menor preço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Share